LIBRI EDITORIAL
SIG Quadra 03 bloco B lote 49 loja 59 Brasília- DF
TEL. (61) 3542-8008
atendimento@librieditorial.com.br

Berlin Discos

Cód: 978-85-7238-481-0

Por: R$ 25,00 Ou em até 7x de R$ 5,71
Produto disponível em estoque

DETALHES DO PRODUTO

Você já ouviu falar do grupo Sparks? E do Funkadelic? E do Foghat? E do Styx? E do Journey? Não se sinta mal por isso. Eu também não conhecia essas e muitas outras bandas. Não antes de ler o original deste Berlin Discos. Lourenço Dutra soube inserir, em um enredo saboroso, centenas de comentários sobre a vasta galáxia de estilos e formações que o mercado fonográfico criou ao longo das últimas décadas. E soube fazer isso de maneira apro­priada, sem cair na afetação, sem soar artificial. Por mais que eu goste de praticamente todas as ramificações do jazz e do rock, foi o protagonista deste romance quem me revelou que, entre o céu e a terra, há muito mais mistérios rítmicos, harmônicos e melódicos do que julgava minha vã filosofia. De um lado, um restaurante meia-boca. De outro, uma casa de massagem e sexo. O jovem Leonardo Habkost trabalha em uma loja de discos de vinil e CDs em Brasília. “Ela chama-se Berlin e fica ali no Conic, antro de prostitutas, michês, botecos e gente largada, perdida, jogada”. O nome da loja homenageia um dos discos clássicos de Lou Reed. Mas esse esta­belecimento comercial é muito mais do que um simples e vulgar ponto de comércio. É para ele que convergem as criaturas mais excên­tricas da fauna local. É também a partir dele que dezenas de histórias irreverentes, deli­cadas, tristes ou dramáticas partem nas mais variadas direções. Berlin Discos é um romance com trilha sonora. Jazz, rock’n’roll, bossa nova, mod, glam rock, progressivo, punk, eletrônico. A maioria dos capítulos funciona isoladamente, encerrando uma anedota, uma rápida cena, uma história completa. Cabeludos, carecas, comissárias de bordo, assessores de deputado, garimpeiros, velhotes, moleques, putas, darks, hippies, metaleiros, góticos, rockabillys, new waves, emos: cada maluco beleza que entra na loja é um microcosmo em crise, é a ponta visível de um iceberg – uso aqui a metáfora de Hemingway – cujo vasto corpo oculto caberá ao leitor imaginar. Debates irreverentes sobre balanços e modas musicais. Bate-bocas, brigas e mais brigas. Socos e tiros. O romance de Lourenço Dutra denuncia, antes de tudo, o desrespeito e a intolerância, a corrupção e o ódio. Leonardo e seus companheiros – Reinaldo, Riti, Ronaldo, Rui, Michele e tantos outros – têm que lidar o tempo todo com a ignorância e a brutalidade humanas. Há feras que nem mesmo a cadência da boa música consegue apaziguar. Você já ouviu falar da banda Pinho Sol no Sovaco? E da Brazilian Bossa Robots? Leia. Você logo ouvirá.

Nelson de Oliveira

AVALIAÇÕES

Não há comentários para este produto.

AVALIE ESSE PRODUTO